jornalpalavra

jornalpalavra

Arcebispo de Évora apresentou hoje o Plano de Pastoral

Ainda em estado de alerta por causa da pandemia, realizou-se, hoje, dia 5 de outubro, o Dia da Igreja diocesana. Com a presença de alguns representantes das diversas Unidades Pastorais, comunidades religiosas e movimentos eclesiais, o Arcebispo de Évora presidiu à oração de Laudes, momento de abertura da Jornada diocesana.

O tema foi apresentado pelo padre Carlos Carneiro SJ, abordando os diferentes aspetos contidos no tema do Plano de Pastoral “Cuidar e Inserir os sedentos da Esperança – Dai-lhes vós de comer”.

Na apresentação do Plano Diocesano, o Arcebispo de Évora salientou a temática da sinodalidade proposta pelo Papa Francisco para o Sínodo dos Bispos a realizar em 2023. Recordou o Arcebispo que o Plano de Pastoral é proposta para a sinodalidade, porque “na Igreja, ninguém pode ser solitário, somos comunidade” insistindo na dimensão comunitária da fé. Depois recordou a importância de “cuidar e inserir” uns com os outros aqueles que estão sedentos de esperança.

O Plano de Pastoral tem uma primeira parte, que apresenta a reflexão teológica sobre a esperança, onde se apresentam os elementos da esperança bíblica e cristã que fundamenta a ação da Igreja. Na segunda parte são apresentados os territórios da esperança e onde se refere a importância de a Igreja apostar e não abdicar da esperança.

O arcebispo de Évora salientou a figura do Santo de Montemor-o-Novo, S. João de Deus, chamando a atenção para a importância da saúde mental e a atenção àqueles que hoje sentem na sua vida as limitações psíquicas provocadas por muitas situações sensíveis da vida e também pela pandemia. Recordou a importância dos Centros Sociais como resposta aos mais frágeis de cada paróquia. “A ação social da Igreja, refere o arcebispo, é uma enorme realização da proposta do Plano”.

No final D. Francisco Senra, rezou com os presentes dando termo a este primeiro evento do ano pastoral da arquidiocese.