jornalpalavra

jornalpalavra

Avifauna: Rouxinol-comum Luscinia megarhynchos

Caraterísticas morfológicas

Com 16-17 cm de comprimento, é uma ave de aspeto visual discreto, fácil de ouvir, mas difícil de observar. Apresenta um aspeto global de tons castanhos, mais escura na parte superior e mais clara na parte inferior do corpo. Tem a cauda, comprida e arredondada, e o uropígio de cor castanho-arruivado. O bico castanho, curto e pontiagudo e as patas claras acinzentadas. Os juvenis apresentam uma plumagem mais clara e “escamosa”

Habitat

Zonas húmidas com matagais altos e densos, galerias ripícolas, bosques, jardins e hortos com vegetação densa

Comportamento

Espécie territorial, o macho canta em vegetação densa para atrair as fêmeas e expulsar os outros machos do seu território.

Alimentação

Insetos

Fenologia/Estado de Conservação em Portugal

Migrador nidificante e de passagem/Pouco Preocupante (LC)

Dimorfismo sexual

Inexistente

Ninho

Em forma de taça junto ao solo

Postura

1 maio a junho (4-5 ovos com manchas avermelhadas)

Curiosidade

A espécie tem a particularidade de cantar durante a noite. O canto é duma potência e musicalidade inconfundível