Bico-de-lacre, Ribeira do Álamo junto à EN 255 em Reguengos de Monsaraz – 30 set 2019

Caraterísticas morfológicas

Com aprox. 11cm de comprimento, com o bico vermelho (lacre) e uma “mascarilha” igualmente vermelha, são peculiaridades da espécie. Globalmente, apresenta tons castanho-acinzentado. A parte ventral é castanho-claro avermelhada no centro. Tem a garganta branca, o dorso e os flancos são finamente barrados.     

Habitat

Zonas húmidas com abundante vegetação ripícola,  juncais, caniçais, canaviais, silvados, hortas

Comportamento

Espécie colonial, sedentária, realiza alguns movimentos de dispersão local pousando em vegetação densa

Alimentação

Sementes

Fenologia/Estado de Conservação em Portugal

Residente (exótica)/Pouco Preocupante (LC)

Dimorfismo sexual

Quase semelhantes, mas o macho apresenta um tom mais avermelhado no peito e a base inferior da cauda preta.

Ninho

Espécie de taça num arbusto, árvore ou junto ao chão 

Postura

Posturas de fevereiro a novembro (3 a 5 ovos brancos) 

Curiosidade

De origem africana foi introduzida em Portugal, na década 60, do séc. XX, sendo uma das primeiras espécies de aves não nativa a fixarem uma população selvagem no país, com sucesso. Faz dois ninhos para enganar os predadores

Bico-de-lacre, Charca na Herdade do Esporão em Reguengos de Monsaraz – 22 out 2019

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *